terça-feira, 29 de abril de 2008

Do Amor...

Photobucketref="http://4.bp.blogspot.com/_HFGVt1UvWAo/SBfDmNuaAII/AAAAAAAAAYw/Gk1tCpjb4Qw/s1600-h/002.jpg">


(Marilena Frade)

Do amor, conheci todas as ausências,
todas as tolerâncias
e todas as minhas carências!

No amor, descobri todas as harmonias,
todas as fantasias
e todas as suas alegrias!

Do amor, eu encontrei toda a solidão,
toda a paixão
e toda a minha salvação!

No amor eu distingui todos os prazeres,
todos os dizeres
e todos os seus deveres!

Do amor eu conheci todos os queixumes,
todos os seus perfumes
e todos os meus ciúmes!

No amor, eu vivi todos os delírios
e todos os martírios;
todos os beijos
e todos os seus desejos!

Do amor, derramei todas as lágrimas,
declarei todas as máximas!
também encontrei todas as flores
com todos os seus odores!

No amor, deparei com todos os mistérios
e todos os seus critérios!
E todos, eu levei, apaixonadamente, a sério!

Do amor, eu desvendei todas as mágicas,
usei todas as táticas
e descobri todas as cartas enigmáticas!

No amor, encontrei toda a ternura,
toda a candura
e todas as suas desventuras!

Do amor, percebi, toda a magnitude,
toda a juventude
e toda a sua inquietude!

No amor, eu encontrei todos os sabores,
todos os calores
e todos os seus dissabores!

No amor, busquei tudo o que ele nos traz;
todo o bem que ele nos faz;
e, de todo o seu universo,
descobri... a paz!

Photobucket

Nenhum comentário: